Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Página 11 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11

Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:34 pm

Lucas, 9, 23-26
23 E dizia a todos:
Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
24 Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-lo-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.
25 Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo?
26 Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos.
Você deseja GANHAR A SUA VIDA?
Observe que Jesus se refere à necessidade de NEGAR-SE A SI MESMO, tomar sua cruz CADA DIA e segui-Lo.
Quem faz isso, não consegue ficar rico, não realiza seus sonhos, nem obtém o sucesso do mundo material.
Por isso, se o seu interesse é ganhar a sua vida, aparecer diante do mundo como um vencedor, como uma pessoa admirada por todos pelo património que ajuntou, esteja certo de que não conseguirá desenvolver em si mesmo os requisitos para a aprovação final nos exames da Terra.
Você vai perder a vida.
Diferentemente, aquele que surgir como um derrotado aos olhos do mundo porque se dedicou a fazer a felicidade dos que sofrem, a amar seu semelhante a ponto de compartilhar com ele seus bens, suas facilidades, empobrecendo-se de coisas para enriquecer de valores celestes como pedir a Jesus, esse terá conquistado os recursos perenes que lhe garantirão a SALVAÇÃO.
***
Lucas, 10, 25-37
25 E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo:
Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
26 E ele lhe disse:
Que está escrito na Lei? Como lês?
27 E, respondendo ele, disse:
Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de toas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
28 E disse-lhe:
Respondeste bem; faz isso, e viverás.
29 Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus:
E quem é o meu próximo?
30 E, respondendo Jesus, disse:
Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
31 E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
32 E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.
33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
34 E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
35 E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe:
Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.
36 Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:35 pm

37 E ele disse:
O que usou de misericórdia para com ele.
Disse, pois, Jesus:
Vai, e faz da mesma maneira.
Amar a Deus sobre todas as coisas, de todo o seu coração e com todas as suas forças representa o compromisso do filho grato em relação ao Pai Generoso.
Quem Ama a Deus dessa forma, não se ocupa em ferir seus semelhantes, em prejudicá-los nos negócios, em tomar o que não lhe pertence, em cobrar mais do que deve, em actuar de maneira clandestina e oculta em prejuízo de quem quer que seja.
Isso já seria suficiente para iluminar a alma de todos os filhos conscientes e garantir-lhes a Salvação.
No entanto, Jesus agrega que esse Amor ao Pai deve ser dirigido ao nosso semelhante da mesma forma como nos amamos.
E para não haver dúvida na compreensão sobre quem é o nosso próximo, o Director da Escola Terrena compara os diversos comportamentos diante de um sofredor.
O Sacerdote (ministro da religião) e o Levita (ministro das leis) conheciam as criaturas, mas desprezavam os deveres daí decorrentes, por causa de seu egoísmo e orgulho.
Perdidos pelos defeitos do mundo, se fizeram cegos ao sofrimento do irmão, esquecendo-se de que ao referir-se à palavra “próximo”, Jesus não demonstrava quem é que necessitava de ajuda, mas, sim, quem se encontrava na condição de oferecê-la.
Certamente que é fácil observar, nos aflitos, os próximos que necessitam.
Todavia, é muito difícil que aquele que esteja na condição de oferecer algo se veja como o próximo do que sofre.
- Isso é problema da prefeitura...
- Eu já pago meus impostos, o governo que resolva...
- Chamem os bombeiros, eles é que têm o dever de resolver isso, afinal, são pagos pra fazer estas coisas...
- Eu não sou médico nem farmácia pra aliviar a dor ou fornecer remédios...
- O problema da fome do mundo tem que ser resolvido pelos ricos da Terra...
Todas estas são frases que muitas pessoas falam porque, fugindo da condição evangélica de se reconhecerem como PRÓXIMOS daqueles que estão aflitos, não querem ter o trabalho de Amar.
Alguém bate à porta pedindo o socorro de um prato de comida, depois que você terminou de lavar toda a louça e guardar tudo nos armários...
- passe mais tarde, agora não tenho nada...
Algum infeliz que pede a sua atenção ao telefone para um desabafo...
- Ah! Pelo amor de Deus, justo agora que me deitei um pouquinho para descansar...
Diga que não estou...
Algum amigo doente esperando por sua visita no leito de dor do hospital:
- Amanhã eu vou... hoje estou cheio de compromissos... e quem sabe até lá ele já voltou para a casa...
Como é fácil a pessoa reconhecer o próximo que sofre...
Mas como é difícil aprender a lição de se reconhecer como O PRÓXIMO daquele que sofre.
***
Mateus, 25, 31-46
31 E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
32 E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como um pastor aparta dos bodes as ovelhas;
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:35 pm

33 E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
35 Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
36 Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.
37 Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
38 e quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
39 E quando te vimos enfermo, ou na prisão e fomos ver-te?
40 E, respondendo-lhe o Rei, lhes dirá:
Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda:
Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
42 Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
43 Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
44 Então eles também lhe responderão, dizendo:
Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
1 Então lhes responderá, dizendo:
Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
2 E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.
Dizem alguns que não se obtém a salvação a não ser por meio da fé e que não se necessitam de obras para consegui-la.
Certamente que estas pessoas fazem vistas grossas à exortação evangélica onde isso é indubitavelmente afirmado com claridade meridiana, ou seja, que a SALVAÇÃO só é obtida pela prática do Bem.
Sem isso, não há como alguém esperar estar à direita se não realizou nada em favor de um irmão de humanidade.
A descrição minuciosa desses comportamentos salvadores não deixa dúvida sobre a adesão da alma da criatura nas coisas boas que faça, muito mais importante do que a formalidade do culto a que assista ou das belas palavras que profira. Aqui não há margem para dúvidas:
PARA A SALVAÇÃO, É ESSENCIAL A REALIZAÇÃO DE BOAS OBRAS!
Observe em sua rotina diária quanto você tem feito estas coisas.
Não se trata de DAR COISAS, mas, como já foi explicado nos capítulos anteriores, de DAR-SE NAS COISAS.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:36 pm

44 – HERDEIROS DO NOVO MUNDO
Sob os auspícios de Bezerra, os amigos espirituais puderam vislumbrar o panorama penoso que espera pelos HERDEIROS DO NOVO MUNDO, no orbe inferior para onde serão enviados os alunos reprovados no exame final deste período da Escola.
Todavia, com as lições deixadas por Jesus, devidamente meditadas e colocadas em acção, todos podemos ainda nos candidatar a sermos HERDEIROS DO NOVO MUNDO aquele no qual a Terra vai sendo transformada pela modificação de seus moradores.
Todo este processo, previsto há milhares de séculos, vai sendo cumprido rigorosamente pelas Inteligências Superiores, que têm a função de serem auxiliares de Deus no cumprimento da Sua Vontade.
Tanto que, com a clareza da linguagem moderna, despida de figuras e parábolas, o Consolador Prometido também veio para esclarecer sobre esse tema tão importante.
Por isso, leitor(a) querido(a), medite nos ensinamentos espirituais contidos no Capítulo XVIII da obra A GÊNESE, de Allan Kardec, aqui parcialmente transcritos e repetidos como em DESPEDINDO-SE DA TERRA, a fim de que sua compreensão se amplie e que, com base nisso, seus esforços como trabalhador do Bem se multiplique:

27.- Para que na Terra sejam felizes os homens, preciso é que somente a povoem Espíritos bons, encarnados e desencarnados, que somente ao bem se dediquem. Havendo chegado o tempo, grande emigração se verifica dos que a habitam:
a dos que praticam o mal pelo mal, ainda não tocados pelos sentimento do bem, os quais, já não sendo dignos do planeta transformado, serão excluídos, porque, senão, lhe ocasionariam de novo perturbação e confusão e constituiriam obstáculo ao progresso.
Irão expiar o endurecimento de seus corações, uns em mundos inferiores, outros em raças terrestres ainda atrasadas, equivalentes a mundos daquela ordem, aos quais levarão os conhecimentos que hajam adquiridos, tendo por missão fazê-las avançar.
Substitui-los-ão Espíritos melhores, que farão reinem em seu seio a justiça, a paz e a fraternidade.
A Terra, no dizer dos Espíritos, não terá de transformar-se por meio de um cataclismo que aniquile de súbito uma geração.
A actual desaparecerá gradualmente e a nova lhe sucederá do mesmo modo, sem que haja mudança alguma na ordem natural das coisas.
Tudo, pois, se processará exteriormente, como sói acontecer, com a única, mas capital diferença de que uma parte dos Espíritos que encarnavam na Terra aí não mais tornarão a encarnar.
Em cada criança que nascer, em vez de um Espírito atrasado e inclinado ao mal, que antes nela encarnaria, virá um Espírito mais adiantado e propenso ao bem.
Muito menos, pois se trata de uma nova geração corpórea, do que de uma nova geração de Espíritos.
Sem dúvida, neste sentido é que Jesus entendia as coisas, quando declarava:
“Digo-vos, em verdade, que esta geração não passará sem que estes factos tenham ocorrido.”
Assim, decepcionados ficarão os que esperarem ver a transformação operar-se por efeitos sobrenaturais e maravilhosos.

28. – A época actual é de transição; confundem-se os elementos das duas gerações.
Colocados no ponto intermédio, assistimos à partida de uma e à chegada da outra, já se assinalando cada uma, no mundo, pelos caracteres
que lhes são peculiares.
Têm ideias e pontos de vista opostos às duas gerações que se sucedem.
Pela natureza das disposições morais, porém, sobretudo das disposições intuitivas e inatas, torna-se fácil distinguir a qual das duas pertence cada indivíduo.
Cabendo-lhe fundar a era do progresso moral, a nova geração se distingue por inteligência e razão geralmente precoces, juntas ao sentimento inato do bem e a crenças espiritualistas, o que constitui sinal indubitável de certo grau de adiantamento anterior.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:36 pm

Não se comporá exclusivamente de Espíritos eminentemente superiores, mas dos que, já tendo progredido, se acham predispostos a assimilar todas as ideias progressistas e aptos a secundar o movimento de regeneração.
O que, ao contrário, distingue os Espíritos atrasados é, em primeiro lugar, a revolta contra Deus, por se negarem a reconhecer qualquer poder superior aos poderes humanos; a propensão instintiva para as paixões degradantes, para os sentimentos anti fraternos de egoísmo, de orgulho, de inveja, de ciúme; enfim, o apego a tudo o que é material: a sensualidade, a cupidez, a avareza.
Desses vícios é que a Terra tem de ser expurgada pelo afastamento dos que se obstinam em não emendar-se; porque são incompatíveis com o reinado da fraternidade e porque o contacto com eles constituirá sempre um sofrimento para os homens de bem.
Quando a Terra se achar livre deles, os homens caminharão sem óbices para o futuro melhor que lhes está reservado, mesmo neste mundo, por prémio de seus esforços e de sua perseverança, enquanto esperam que uma depuração mais completa lhes abra o acesso aos mundos superiores.

29. – Não se deve entender que, por meio dessa emigração de Espíritos, sejam expulsos da Terra e relegados para mundos inferiores todos os Espíritos retardatários.
Muitos, ao contrário, aí voltarão, porquanto muitos há que o são porque cederam ao arrastamento das circunstâncias e do exemplo.
Nesses, a casca é pior do que o cerne. Uma vez subtraídos à influência da matéria e dos prejuízos do mundo corporal, eles, em sua maioria, verão as coisas de maneira inteiramente diversa daquela por que as viam quando em vida, conforme os múltiplos casos que conhecemos.
Para isso, têm a auxiliá-los Espíritos benévolos que por eles se interessam e se dão pressa em esclarecê-los e em lhes mostrar quão falso era o caminho que seguiam.
Nós mesmos, pelas nossas preces e exortações, podemos concorrer para que eles se melhorem, visto que entre mortos e vivos há perpétua solidariedade.
É muito simples o modo por que se opera a transformação, sendo, como se vê, todo ele de ordem moral, sem se afastar em nada das leis da Natureza.
(...)

33. – A regeneração da Humanidade, portanto, não exige absolutamente a renovação integral dos Espíritos:
basta uma modificação em suas disposições morais.
Essa modificação se opera em todos quantos lhe estão predispostos, desde que sejam subtraídos à influência perniciosa do mundo.
Assim, nem sempre os que voltam são outros Espíritos; são, com frequência, os mesmos, Espíritos, mas pensando e sentindo de outra maneira.
Quando insulado e individual, esse melhoramento passa despercebido e nenhuma influência ostensiva alcança sobre o mundo.
Muito outro é o efeito, quando a melhora se produz simultaneamente sobre grandes massas, porque, então, conforme as proporções que assuma, numa geração, pode modificar profundamente as ideias de um povo ou de uma raça.
É o que quase sempre se nota depois dos grandes choques que dizimam as populações.
Os flagelos destruidores apenas destroem corpos, não atingem o Espírito; activam o movimento de vaivém entre o mundo corporal e o mundo espiritual e, por conseguinte, o movimento progressivo dos Espíritos encarnados e desencarnados.
É de notar-se que, em todas as épocas da História, às grandes crises sociais se seguiu uma era de progresso.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Ave sem Ninho em Qui Nov 29, 2018 8:36 pm

34. – Opera-se presentemente um desses movimentos gerais, destinados a realizar uma remodelação da Humanidade.
A multiplicidade das causas de destruição constitui sinal característico dos tempos, visto que elas apressarão a eclosão dos novos gérmens.
São as folhas que caem no outono e às quais sucedem outras folhas cheias de vida, porquanto a Humanidade tem suas estações, como os indivíduos têm suas várias idades.
As folhas mortas da Humanidade caem batidas pelas rajadas e pelos golpes de vento, porém, para renascerem mais vivazes sob o mesmo sopro de vida, que não se extingue, mas se purifica.


35. – Para o materialista, os flagelos destruidores são calamidades carentes de compensação, sem resultados aproveitáveis, pois que, na opinião deles, os aludidos flagelos aniquilam os seres para sempre.
Para aquele, porém, que sabe que a morte unicamente destrói o envoltório, tais flagelos não acarretam as mesmas consequências e não lhe causam o mínimo pavor; ele lhes compreende o objectivo e não ignora que os homens não perdem mais por morrerem juntos, do que por morrerem isolados, dado que, de uma forma ou de outra, a isso hão de todos sempre chegar.
Os incrédulos rirão destas coisas e as qualificarão de quiméricas; mas, digam o que disseram, não fugirão à lei comum; cairão a seu turno, como os outros, e , então, que lhes acontecerá?
Eles dizem: Nada!
Viverão, no entanto, a despeito de si próprios e se verão, um dia, forçados a abrir os olhos.”
Como você pôde perceber, todas as forças do Universo trabalham para que a maior parte dos alunos saiba como se preparar adequadamente para os exames finais.
Não seja indiferente a tudo isto.
Certamente, você pode não acreditar.
No entanto, o que será de você quando se der conta de que tudo isto, realmente, é um facto inderrogável?
Não se esqueça de que as portas da Arca estão sendo fechadas.
Não se esqueça de que um astro diferente já está nas lentes dos telescópios humanos.
Filmado e fotografado em sua aproximação.
Rápido... acelere seus esforços!
Onde quer que você esteja, em qualquer lugar da Terra, sua vida pode produzir frutos doces da Bondade.
Mas se, por não ser espírita ou acreditar nas orientações espirituais, você não estiver inclinado a fazer algo em seu próprio benefício, se não desejar ajudar o semelhante, se não tiver interesse em praticar a caridade verdadeira, se não estiver ainda disposto a perdoar ou pedir perdão, confiante de que todos estes alertas são palavras vãs de entidades ilusórias, reflicta na última revelação que lhe transmitimos, com a qual terminamos esta obra e que simboliza mais um esforço dos que o amam para ajudá-lo no despertar das virtudes que Deus colocou dentro de você.
Não foi a Doutrina Espírita ou o fanatismo de ignorantes quem inventou estes conceitos.
Do alto do Monte, alguém nos aconselhou a que estivéssemos incluídos dentre os HERDEIROS DO NOVO MUNDO, quando nos disse:
“BEM-AVENTURADOS OS MANSOS, PORQUE ELES HERDARÃO A TERRA!
Jesus!

***

Que você tenha ouvidos de ouvir, olhos de ver e que, por fim, como um bom aluno da escola terrestre, BRILHE VOSSA LUZ!
MUITA PAZ!
Lúcius (Campinas, 30 de julho de 2009)

§.§.§- Ave sem Ninho
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 83278
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Série Lúcius - HERDEIROS DO NOVO MUNDO / André Luiz Ruiz

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum