DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:27 am

DOR E LUZ
CARLOS A. BACCELLI

EURÍCLEDES FORMIGA

ÍNDICE
Dois Dedos de Prosa

1 - Espiritismo
2 - Companheiro
3 - Quando
4 - Arauto de Jesus
5 - A Canção da Vida
6 - Avisos do Caminho
7 - À Mocidade Espírita
8 - Roda de Amigos
9 - Canção da Água Fluidificada
10 - Evocação
11 - Súplica de Poeta
12 - A Sublime Canção
13 - Por Um Minuto Apenas
14 - Dor e Luz
15 - Ao Tarefeiro Espírita
16 - Trovas da Mediunidade
17 - Trovadores na Festa
18 - Buscando a Luz
19 - Mais Vigilância
20 - Mediunidade e Doutrina
21 - Tesouro
22 - Um Passo Acima
23 - Mediunidade e Fé
24 - Louvado Sejas
25 - O Espírita
26 - Trovas da Vida e da Morte
27 - Assunto de Mediunidade
28 - Dinheiro e Vida
29 - Meus Irmãos
30 - Nossa Festa de Natal
31 - Se eu não tiver Caridade
32 - Mensagens do Além
33 - Vigilância
34 - Servir a Jesus
35 - Lenha para a Fogueira
36 - Domingo de Sol
37 - Página às Mães
38 - Mediunidade e Paz
39 - Trovas aos Médiuns
40 - De Passos Firmes
41 - Apesar da Escuridão
42 - Irmão da Mediunidade
43 - Trovas da Primavera
44 - Olha o Relógio
45 - 9 de Outubro de 1861
46 - Ante o Além
47 – Trigo de Luz
48 - Tem Razão
49 - O Grão de Areia
50 - Presente de Natal
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:27 am

DOIS DEDOS DE PROSA
Amigo Leitor,
que Jesus nos abençoe.
Quando publicamos “Caminheiro”, o primeiro livro de nossa lavra de além-túmulo, esforçamo-nos, junto ao irmão de que nos valemos mediunicamente, para que o estilo literário pelo qual sempre nos identificamos não sofresse distorções de vulto.
De certa forma, cremos que o nosso objectivo foi alcançado, em que pesem as naturais limitações de quem necessite valer-se do concurso de alguém para transmitir um recado - limitações que se agigantam, quando o recado a ser transmitido deve acontecer de uma Dimensão para outra.
Nesta obra que ora lhe entregamos às mãos, dando continuidade à nossa tarefa de cooperar na divulgação da Doutrina Espirita, procuramos não nos prender tanto às questões de estilo e linguagem, dando ênfase maior à Mensagem da qual temos a alegria de ser um humilde estafeta, na condição de poeta e médium desencarnado.
Entretanto, comparando o livro anterior com este e ainda com as obras recebidas por mim mediunicamente, ao lado das de “minha" própria inspiração e autoria no mundo, os estudiosos poderão perceber que sou eu mesmo, Formiga, em todos os versos que captei ou escrevi, buscando, à feição de um condor, alçar voos sempre mais altos na direcção do Infinito, cuidando para que o sol abrasador do personalismo, e da vaidade não derreta as minhas pobres asas de ícaro...
Sem outras considerações, rogando ao nosso Mestre e Senhor que nos fortaleça e nos encoraje no trabalho que prossegue por bênção maior da Vida, sou o amigo reconhecido de sempre,

EURÍCLEDES FORMIGA
(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em 01-01-92)
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:28 am

ESPIRITISMO
O Espiritismo não deve Perder a simplicidade, Sob pena de perder O endereço da Verdade.

COMPANHEIRO
(Página a todos os Companheiros que se dedicam à divulgação da mensagem espírita através do Livro)
Companheiro do Livro Espírita-Cristão,
Emissário dos Céus nos caminhos da Terra,
Prossegue no ideal que a Vida te descerra
No trabalho da fé, sob a luz da razão.

O livro que se entrega é semelhante ao pão
Que, por amor, se doa ao faminto que erra,
É fonte de água pura a descer pela serra,
Socorrendo o sedento em grande provação...

Deus te conserve as mãos no cultivo do Bem,
Divulgando, sereno, as verdades do Além,
No sublime labor ao campo que te espera...

Converte a própria vida em Evangelho vivo
E junto com Jesus, o Mestre Redivivo,
Farás brilhar no mundo o sol da Nova Era!


QUANDO...
(Recordando Romanelli)
Quando a tristeza surja de improviso,
Multiplicando as pedras do caminho,
Recorda, meu irmão, onde estiveres,
Que ninguém, ante os Céus, está sozinho...

Quando a vida transforma em pesadelo
Os teus sonhos de paz e de alegria,
Reflecte que por mais escura a noite
O Sol volta a brilhar em novo dia...

Quando se te agravarem os problemas
E te sintas cansado de sofrer,
Pensa em Jesus que nunca desanima
E prossegue cumprindo o teu dever...

Quando ferir-te a ingratidão daqueles
Aos quais incentivaste na vitória,
Lembra, enxugando as lágrimas que choras,
Que toda dor no mundo é transitória...

Quando não sabes de que forma agir
Para vencer a prova e ser feliz,
Indeciso em teus passos, não te esqueças
De procurar o bem por directriz...

Quando, ao peso do lenho sobre os ombros,
Percebes que tropeças, indo ao chão,
Medita que ao teu lado, sem que o vejas,
Há sempre
Alguém a te estender a mão...

Quando houveres perdido as esperanças
Na luta que parece não ter fim,
Escuta a Vos do Mestre que te fala:
- “Filho, meu fardo é leve...
Vem a mim..."
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:28 am

ARAUTO DE JESUS
Transforma, amigo, o próprio coração
Em harpa abençoada
E segue, sob a inspiração do bem,
A cantar pela estrada.

Cantando, leva aos tristes companheiros
Que se sentem a sós,
A mensagem do amor e da esperança
Que vibra em todos nós.

Que este seja teu cântico de paz
Qual a fonte a jorrar,
Dessedentando a terra em toda a parte
Sem nada reclamar.

Imita o rouxinol aprisionado
E, embora o amargo pranto,
Que a gaiola da prova que te prende
Não te emudeça o canto.

Que a tua voz se eleve de mansinho
Balsamizando as dores,
E ao fulgor das estrelas se misture
Com o perfume das flores.

Dedilha ao peito a harpa da bondade
A cantar noite e dia,
Compondo com teus gestos de ternura
Excelsa melodia.

Que servindo e cantando pela estrada
Em solfejos de luz,
Cantarás, na verdade, qual se foras
Arauto de Jesus!


A CANÇÃO DA VIDA
Se a treva, ao se pôr o Sol,
Sobre o mundo se arremessa,
Repara que ao fim da noite
Novo dia recomeça.

Se enfrentas em toda a parte
Dificuldades à beça,
Embora tenhas caído,
Levanta-te e recomeça.

Se aquele em quem confiaste
Quebrou a própria promessa,
Esquecendo prejuízos,
Serve mais e recomeça.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:29 am

Se deparas com alguém
Que aos criticar não se meça,
Sem que pedradas te atinjam,
O teu labor recomeça.

Se algum problema surgindo
O teu caminho atravessa,
A jornada interrompida,
Passo a passo, recomeça.

Se o amigo que hoje te acusa
Explicações não te peça,
o cultivo da amizade.
Em silêncio, recomeça.

Se dos vícios não consegues
Desenvencilhar-te depressa,
O esforço por corrigir-te,
Paciente, recomeça.

Se, porventura, o teu chefe
Do serviço te despeça,
Arrimando-te à esperança,
Segue à frente e recomeça.

Se a ingratidão contra ti
De alguma forma se expressa,
Perseverando no bem,
A fazê-lo recomeça.

Se de ser feliz de facto
Houver algo que te impeça,
Escuta a canção da vida:
Recomeça, recomeça!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:30 am

AVISOS DO CAMINHO
A caridade é a virtude
Que, embora vivendo ao léu,
Possui acesso a qualquer
Departamento do Céu.

Se desejas encontrar
A paz que em verdade anseias,
Procure não comentar
As desventuras alheias.

Mesmo que chores ao chão
Da aprova que te quebranta,
Recorda que, como estejas,
A Mão de Deus te levanta.

Às vezes, para que o homem
Consiga, enfim, ser feliz,
E bastante que na vida
Não faça sempre o que quis.
*
Por maior a tua luta,
Nunca te sintas sozinho.
Há quem te acompanhe os passos
No silêncio do caminho.

Em nossa casa mental,
Por mais se mantenha alerta,
Obsessor só penetra
Quando encontra a porta aberta.

A obsessão que começa
É qual a gripe manhosa
Que se instala pouco a pouco
E sai muito vagarosa..

Se te perdeste na estrada
Do prazer que te aborrece,
Reconhecendo os teus erros,
Volta atrás e recomeça

Almas que chegam da Terra,
Anoto todo os dias,
Chorando ao trazer as mãos
Completamente vazias.

A vida não contraria
Esta verdade inconteste:
A Lei de Deus não premia
Quem não se aprova no teste.

Agradece, meu amigo,
A prova que te atordoa
Só pode viver em paz
Quem as ofensas perdoa.

Se a caridade pudesse
Ser por nós fotografada,
Era a face de Jesus
Sobre a chapa revelada.

Meu amigo, a tua cruz
E a tua bendita escora,
Que te sustenta de pé
Pelos caminhos afora...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:30 am

À MOCIDADE ESPIRITA
Mocidade! O Espiritismo
É luz de Deus no caminho,
E mensagem de esperança
A quem se sente sozinho...

É o Evangelho de Jesus,
Qual Ele no-lo entregou,
Restaurado por Kardec,
Que o próprio Mestre inspirou...

É a bênção de nossas vidas,
Nosso tesouro maior,
Que nos leva a trabalhar
Por um futuro melhor...

£ a nossa oportunidade
De alcançar a redenção,
Erguendo o Reino Divino
Por dentro do coração.

Ante o mundo que se agita,
Neste milénio, ao final,
Tremulemos a bandeira
Do nosso grande Ideal.

Nada nos faça fugir
Ao dever de cada dia,
Carregando o nosso fardo
com optimismo e alegria.

Estudemos a Doutrina
Em nossos templos de fé,
Assumindo uma tarefa
Que nos sustente de pé.

Sem traços de fanatismo
Sobre as nossas atitudes,
Procuremos fazer força
Na conquista de virtudes.

Mocidade! São chegados
Os tempos que a vida espera...
Precisamos marchar juntos
Ao encontro da Nova Era.

Vamos cantando na estrada
A relembrar os cristãos,
Que pereciam nos circos,
Abraçados, como irmãos.

A nossa luta é bendita
Fique a tristeza de lado.
Norteando os nossos passos,
Segue à frente o Mestre Amado.

Mocidade! O Espiritismo,
Para os crentes e os ateus,
Lenindo fé e razão,
É uma dádiva de Deus!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:30 am

RODA DE AMIGOS
Os trovadores no Além
Seguem querendo cantar,
Entretanto, é raro o médium
Disposto a colaborar.
Formiga

Ainda depois da morte,
Quando ouço o som da viola,
Sinto sobre a minha face
Uma lágrima que rola...
Corrêa Júnior

Quantas saudades carrego
Em meu peito sofredor,
Do tempo em que fui na
Terra Violeiro e cantador.
Cego Aderaldo

A alegria que hoje sinto
Somente será completa,
Se um dia puder, de novo,
Renascer como poeta.
Rogaciano Leite

Pena que fosse o meu canto
Só de mulher e paixão...
Pouco exaltei nos meus versos
O puro amor de um irmão.
Clóvis Amorim

“Quem canta os males espanta"
- Diz o povo a cada hora...
Quem ama sem ser amado,
Quanto mais ama mais chora.
Dalmo Florence

A vida, em si, não desmente
Este estribilho, jamais:
Se quem canta, chora muito,
Quem não canta, chora mais.
Zé da Luz

Há trevos de quatro folhas
E a trova tem quatro versos,
Mas a flor da inspiração
Possui espinhos diversos.
Cipriano Jucá

No sertão, nada é mais lindo
Do que ouvir em longa estrada,
A cantiga do berrante
E o mugido da boiada Catulo
Ao grande Luiz Gonzaga
Rendemos nossa homenagem,
Trazendo para a Outra Vida
A sanfona na bagagem.
Cleómenes Campos

Quando Jesus veio ao mundo,
Nascendo num berço ao léu,
Proclamando a Boa Nova
Anjos cantaram no céu.
Formiga
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:30 am

CANÇÃO DA ÁGUA FLUIDIFICADA
(Ao nosso caro irmão Sérgio, com amizade e carinho)
Ouvi, Senhor, a prece que nos guia
E derramai nas águas sobre a mesa,
Dos cântaros de luz da Natureza
Os fluidos salutares da alegria.

Como outrora, na paz de humilde lar,
Em vinho santo que combata o tédio,
Transformai estas águas no remédio
Que, em Vosso Nome, o enfermo há de curar.

Permiti com que a Fonte Cristalina
Do Vosso Excelso e Sublimado Amor,
Possa dessedentar o viajor
Que pela vida, exausto, peregrina.

Qual destes à mulher samaritana,
A taça de água pura da Fé Viva,
Doai-nos a Verdade Rediviva
Que flui dos Vossos lábios, soberana.

Dos cântaros de luz da Natureza, Ouvi,
Senhor, a prece que nos guia,
Os fluidos salutares da alegria
Derramai nestas águas sobre a mesa.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Seg Jul 16, 2018 9:30 am

EVOCAÇÃO
Quem vê tanta beleza sobre a Terra,
Como não pode crer que exista Deus?!,
Como negar, qual negam os ateus,
A Verdade Maior que a vida encerra?...

Quem fez a chuva a deslizar tranquila,
Caindo das alturas na amplidão?...
E quem compôs a mística canção
Que o mar entoa à praia, que cintila?...

Quem fez as flores das sibipirunas
E as nuvens que passeiam no Infinito?...
Quem esculpiu os montes de granito
E, no deserto, as solitárias dunas?...

Quem encheu este mundo de esperança,
No verde, em tons de múltiplos matizes?...

Em quem aos lares, tristes ou felizes,
Concedeu o sorriso da criança?...
Quem acendeu no espaço o etéreo lume
Do Sol, que se consome no que faz?...
E quem soprou a brisa que nos traz
Do roseiral as vagas de perfume?...

Em quem terá entretecido os ninhos
Nas árvores mais altas das florestas?...
E quem será que rege essas orquestras
Que formam, nos quintais, os passarinhos?...

Quem prateou as noites de luar?...
Quem pintou este azul no firmamento
E quem asas nos deu ao pensamento
Para que , aos céus, pudéssemos voar?...

Quem nos plasmou o coração materno
Que nos repleta de felicidade?...
E quem ergueu a ponte da saudade,
Unindo as almas no caminho eterno?...

Quem terá sido o Autor de tudo isto
Que, em êxtase, contemplo a cada dia?...
Quem inspirou a Excelsa Melodia
Nas rimas do Evangelho a Jesus Cristo?...

A Verdade Maior que a vida encerra,
Como negar, qual negam os ateus?...
Como não pode crer que exista Deus,
Quem vê tanta beleza sobre a Terra?!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:03 am

SÚPLICA DE POETA
Senhor Jesus, eu não desejo nada
Quando voltar à Terra em nova lida,
Nas provas que minha alma desvalida
Necessite sofrer na humana estrada.

Eu não Te peço que me dês à vida,
Um berço de ouro, uma família amada,
Nem qualquer privilégio na jornada,
Que possas conceder-me por guarida.

Na prece que Te elevo, reverente,
Entre todas as bênçãos, eis somente
O que suplico ao Teu imenso Amor...

Do que a Tua bondade me ofereça,
Deixa comigo, embora eu não mereça,
O dom de ser poeta e cantador!


A SUBLIME CANÇÃO
Recordo-Te, Senhor, a Divina Presença
Quando alteias a voz ao topo da montanha...
Falas à multidão que Te escuta e acompanha
Os Teus gestos de paz, por Teus lábios suspensa..

O Teu verbo de luz pela planície imensa,
Conclama a Humanidade à sublime façanha
De porfiar no bem, ante o mal que se assanha
E Te espreita, de longe, em rude indiferença...

Depois, partes o pão alimentando a fome
Do povo que sorri e Te bendiz o Nome,
Trazendo o coração repleto de esperanças...

Porque, naquela tarde, entre todas bendita,
Aos acordes do amor e uma paz infinita,
Entoaste a Canção das Bem-Aventuranças!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:04 am

POR UM MINUTO APENAS
Por um minuto apenas,
Distribui alegria
Com quem sofre sozinho
A dor de cada dia.

Por um minuto apenas,
Abre o teu coração,
Estendendo ao faminto
Pedaços do teu pão.
Dispõe de tuas vestes

Agasalhando os nus,
Por um minuto apenas,
Em nome de Jesus.

Por um minuto apenas,
Fala a palavra boa,
Que esclarece e ilumina,
Encoraja e abençoa.

Por um minuto apenas,
Sem pensar em revide,
Ante qualquer ofensa,
Perdoa quem te agride.

Se te sentes cansado
Nesta estrada distante,

Por um minuto apenas,
Leva esta cruz adiante.

E, então, perceberás,
Vencendo as próprias penas,
Quanto foste feliz,
Em minuto apenas.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:04 am

DOR E LUZ
Cai a noite sobre a Terra,
Rolando da imensidão...
Entretanto, Deus acende
Estrelas na escuridão.

A roseira sofre a poda
Lamentando a provação,
Mas a mostrar-se mais bela,
Surge em nova floração.

Geme a semente esquecida
Num simples trato de chão,
Mas vem a chuva e a transforma
Em trigo que faz o pão.

O barro triste e disforme,
Do fogo sentindo a acção,
É a mais rica porcelana
De luxuosa mansão.

No leito dos oceanos,
Em difícil gestação,
É que a ostra produz a pérola,
Prodígio de perfeição.

Assim, também, é com o homem
Na estrada da redenção:
A dor que o aflige e atordoa,
É luz em seu coração!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:04 am

AO TAREFEIRO ESPÍRITA
Companheiro de ideal,
Ante a luz do Espiritismo,
Perseveremos na fé
Sem laivos de fanatismo.

Prossigamos na tarefa
De divulgar a Verdade
Com a palavra do exemplo,
Na lição da Caridade.

Não critiquemos a crença
De ninguém, seja qual for,
Trabalhando com afinco
Na reforma interior.

Evitemos a polémica
Tão a gosto dos ateus...
Não há maior contra-senso
Que a briga em nome de Deus.

O tempo passa depressa...
Não adiemos a hora
O dever que nos compete,
Busquemos cumprir agora.

Reflictamos neste aviso
Que o Mestre Amado nos dá:
De quem muito recebeu,
Muito mais se pedirá.

Dizendo seguir o Cristo,
A mostrar-se irritadiço,
Há médiuns que quer ser visto,
Mas não deseja serviço.

Mediunidade é sentido
Que no homem desabrocha,
E se faz desenvolvido
Quanto mais nele se arrocha.

Médium que pensa no Céu,
Mas não estuda e trabalha,
É nuvem vagando ao léu
Que ao dar o vento se espalha.

Ser médium no Espiritismo
E ser um homem comum,
Evitando o fanatismo
Que arrasa com qualquer um.

O médium na sua lida,
Na tarefa a que se exorte,
É combatente da vida
Na vitória contra a morte.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:04 am

TROVAS DA MEDIUNIDADE
Mediunidade parece
Uma semente no chão
Que, germinando, floresce
Sob o sol da provação.

Quem busca a mediunidade
No campo a que se destina,
Se não tem idoneidade
Encontra a própria ruína.

Porque das bênçãos do
Além Ele se faça o emissário,
Muito médium também tem,
Sobre a Terra, o seu Calvário.

Médium disposto a servir
No apostolado da fé,
Mesmo podendo cair,
Quando cai, fica de pé.

Quem, em nome de Jesus,
Um simples pão doa aos pobres,
Está, da Divina Luz,
Sendo um médium dos mais nobres.


TROVADORES NA FESTA
Dão licença, meus irmãos,
Dão licença em confiança,
Porque também nós queremos
Participar da festança.
Formiga
*
Neste arraia de Jesus
Tristeza não tem lugar.
Quem tenha pranto nos olhos
Faça o favor de enxugar.
Clóvis Amorim

No salão embandeirado,.
Comandando o arrasta-pé,
Segue à frente, braços dados,
A Caridade com a Fé.
Dàlmo Florence

Entre os pares da “quadrilha"
Eu me ajeito de carona,
Que não posso ficar quieto
Ouvindo o som da sanfona
Cego Aderaldo

Não consegue ficar quieto?!
Então sou eu e você,
Que só de ver a sanfona
Vou gritando balancê...
Zé da Luz
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:05 am

-Si-
Alto lá que é a minha vez...
Quero um gole de quentão,
Para matar a saudade
Que vive em meu coração...
Catulo

Que o quentão seja servido
Numa caneca furada,
Pois muita gente já é
De natureza esquentada...
Cipriano Jucá

“Óia o caminho da roça...
Óia a cobra..
Invém a chuva..."
Para que seja o meu par
Eu procuro uma viúva
Corrêa Júnior

Joga lenha na fogueira
Não deixe que ela se apague...
Preciso de uma morena
Que me beije e que me afague.
Lúcio Mendonça

E que viva Santo António,
O santo casamenteiro,
São Pedro, São João Batista
E mais algum futriqueiro...
Rogaciano Leite

Perdoem nossa alegria...
Tudo é paz, amor e luz.
Tristeza não tem lugar
Neste arraià de Jesus.
Formiga
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:05 am

BUSCANDO A LUZ
Não te iludas, meu amigo,
A vida é eterno volver...
A roseira decepada,
Voltará a florescer...

Olha a semente de trigo
Encarcerada no chão...
Ei-la que, em breve, ressurge
Para o milagre do pão...

Contempla o incêndio que lavra
Sobre a floresta, voraz...
Cai a chuva de mansinho
E a floresta se refaz.

A lagarta no casulo,
Aparentemente morta,
Transforma-se em bailarina
No voo em que se transporta...

No horizonte, o Sol se oculta
E apaga a luz que irradia,
Entretanto, após a noite,
Brilhará num novo dia

Em verdade, ninguém chega
Ao termo da caminhada...
Onde uma estrada termina
Começa uma nova estrada...

Vida e morte, morte e vida
São estágios naturais
Nas vidas que se sucedem
Sem que se extingam, jamais...

Nascer, morrer, renascer...
- Eis a que a Lei nos concita
Buscando alcançar a luz
Da Perfeição Infinita!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:05 am

MAIS VIGILÂNCIA
— “O dia será propício...
Vamos agir sem detença
Afinal — disse o primeiro —,
O que é que essa gente pensa?!...”

— “Sim, vamos mostrar de vez
- Sorriu, faiando o segundo -,
Que o mal, apesar do bem,
Ainda manda no mundo...”

E a Falange do Invisível,
Actuando, sorrateira
Faz nascer a confusão
De uma simples brincadeira...

O ambiente se carrega
De pesadas vibrações,
Mas quem vigia procura
Controlar as emoções.

O problema é contornado
Com o auxílio do Mais Alto,
Que, intervindo, prontamente,
Faz frustrar mais esse assalto...

Os dois comparsas das trevas,
Quando se sentem suspeitos,
Prometendo um novo ataque
Vão-se embora contrafeitos...

Para o grupo de trabalho,
Fica, no entanto, a lição:
Em cada qual, é preciso
Mais vigilância e oração.

Se Pedro cortou a orelha
De quem prendia Jesus,
O que não faremos nós
Distantes da Excelsa Luz?!...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:06 am

MEDIUNIDADE E DOUTRINA
A quem deseja ser médium,
Fica aqui este recado:
Mediunidade é serviço
No bem desinteressado.

Médium que muito duvida,
Não raro, busca pretexto,
Para, da acção que lhe cabe,
Fugir ao próprio contexto.

Mediunidade é uma Lei
Que se revela eficaz...
Ninguém nunca está sozinho,
Naquilo que pensa ou faz.

E sendo Lei, tal qual é,
Está na base de tudo,
De quem queira compreendê-la,
Reclamando mais estudo.

O médium não deve ter
Receio de lero-lero,
Se, ante o dever a cumprir,
Sempre se mostra sincero.

Que, portanto, siga à frente,
No bem desinteressado.
Mediunidade é serviço,
O resto é "papo-furado”.

Médiuns existem diversos,
Mediunidades também...
Mediunidade e doutrina
É raro o médium que tem.

Para o médium que, no mundo,
Sem rumo se movimenta,
Mediunidade é um caminho
Que a Doutrina pavimenta.

“Mediunidade e Doutrina"
- Eis o binómio de luz,
A quem deseja ser médium
Com Allan Kardec e Jesus.

(Trovas recebidas pelo médium Carlos A. Baccelli, na reunião pública do “Lar Espírita Pedro e Paulo", na manhã do dia26-8-90, em Uberaba - MG, alusivas ao livro “Mediunidade e Doutrina”, de autoria espiritual de Odilon Fernandes, edição IDE)
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:06 am

MEDIUNIDADE E DOUTRINA
A quem deseja ser médium,
Fica aqui este recado:
Mediunidade é serviço
No bem desinteressado.

Médium que muito duvida,
Não raro, busca pretexto,
Para, da acção que lhe cabe,
Fugir ao próprio contexto.

Mediunidade é uma Lei
Que se revela eficaz...
Ninguém nunca está sozinho,
Naquilo que pensa ou faz.

E sendo Lei, tal qual é,
Está na base de tudo,
De quem queira compreendê-la,
Reclamando mais estudo.

O médium não deve ter
Receio de lero-lero,
Se, ante o dever a cumprir,
Sempre se mostra sincero.

Que, portanto, siga à frente,
No bem desinteressado.
Mediunidade é serviço,
O resto é "papo-furado”.

Médiuns existem diversos,
Mediunidades também...
Mediunidade e doutrina
É raro o médium que tem.

Para o médium que, no mundo,
Sem rumo se movimenta,
Mediunidade é um caminho
Que a Doutrina pavimenta.

“Mediunidade e Doutrina"
- Eis o binómio de luz,
A quem deseja ser médium
Com Allan Kardec e Jesus.

(Trovas recebidas pelo médium Carlos A. Baccelli, na reunião pública do “Lar Espírita Pedro e Paulo", na manhã do dia26-8-90, em Uberaba - MG, alusivas ao livro “Mediunidade e Doutrina”, de autoria espiritual de Odilon Fernandes, edição IDE)
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Ter Jul 17, 2018 10:07 am

LOUVADO SEJAS
Louvado sejas, Senhor,
Pela crença que nos deste,
No Espiritismo cristão,
Nosso tesouro celeste.

Pela bênção do trabalho,
Em que a todos nos renovas
E, aos poucos, nos auxilias
A vencer as nossas provas.

Pela luz que vislumbramos
Entre as trevas do caminho,
Em que ainda nos movemos
Seguindo devagarinho...

Pela paz que já sentimos
No fragor da própria luta
Que, em verdade, Mestre Amado,
Ninguém no mundo desfruta.

Por tantos amigos bons
Que vêm se juntar a nós
E, lado a lado, connosco,
Fazem coro à nossa voz.

Por este instante sublime
De intercâmbio e de oração,
Em que a vida nos ensina
A comer do mesmo pão.

Por este ideal maior
De servir sem recompensa
E de seguir sempre adiante
Perdoando toda ofensa.

Pelas pedras de tropeço
Que nos mostram tanta vez,
Quando caímos ao chão,
Nossa própria pequenez.

Pelas flores no jardim,
Pelo Sol sobre o telheiro
E a orquestra dos passarinhos
Cantando no abacateiro...

Por tudo quanto nos dás,
Em nome do Excelso Amor,
Eis que aqui Te repetimos:
Louvado sejas, Senhor!...

Se, realmente, desejas
Ser espírita-cristão,
Companheiro, não te esqueças
Da própria transformação.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 18, 2018 9:59 am

Não exige o Espiritismo
Que o homem se santifique,
Mas espera que se esforce
Para que se modifique.

Mostraria incoerência
E estranho modo de ser,
Quem, na crença que professa,
Não procurasse viver.

De todo, mergulharia
Neste equívoco profundo,
Quem jamais se preocupasse
Em reformar-se no mundo.

Mas o espírita fiel
À mensagem do Evangelho,
Faz nascer o homem-novo
Das sombras do homem-velho.

Combatendo imperfeições
Que consigo ainda carrega,
Consciente da vitória,
À derrota não se entrega.

Ferido em tantas batalhas
Travadas no dia-a-dia,
Embora esteja chorando,
Ele demonstra alegria

Não recrimina ninguém,
Fugindo ao personalismo
Que obscurece a razão,
Em nome do fanatismo.

Se cai, levanta e caminha...
Não fica no chão a esmo,
Nem lamenta a dura sorte,
Tendo pena de si mesmo.

Pois, ser espírita, amigo,
É caminhar sob a cruz,
Um passo adiante de si,
Um passo atrás de Jesus...
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 18, 2018 10:00 am

TROVAS DA VIDA E DA MORTE
Não acredites que a morte
Seja o termo da jornada,
Pois, nos caminhos da vida,
Ninguém chega ao fim da estrada.

Morri, no entanto, estou vivo...
Eis-me aqui para provar
Que sou eu mesmo, Formiga,
Que continuo a cantar...

Louvo a Deus a inspiração
Que me asserena e faz forte...
De tanto cantar na vida,
Voltei cantando da morte.

De que sou eu quem escreve,
Como dar-lhes maior prova?!
O médium que aqui me serve
Nunca compôs uma trova!...

Na falta de um bom “cavalo”,
Marchador, como eu queria,
Esporo este “burro bravo”
Para escrever poesia.

No Além, a vida prossegue
Sem grandes alterações...
Na morte, o que morre mesmo
São as nossas ilusões...

Queres saber como é
A vida em que estou agora?!
Neste mundo, meu amigo,
É que na rampa se chora...

A morte não dá moleza
A quem foi mole na vida
Quem cantou descendo a serra
Cante agora na subida...

Se não fosse o Espiritismo
Combater a obsessão,
Muita gente que conheço
Estaria na prisão.

Não posso conter o pranto,
Quando recordo Jesus,
Sozinho, braços abertos,
Vencendo a morte na cruz!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 18, 2018 10:00 am

ASSUNTO DE MEDIUNIDADE
São inúmeros os médiuns
Com os quais eu me deparo...
Médium que quer trabalhar,
Entretanto, é muito raro.

O médium que tem receio
De ser desacreditado,
Não consegue caminhar
Nem mesmo quando empurrado.

Vendo o serviço crescer,
O médium Tonico Brás
Saiu correndo do Centro,
Sem nem olhar para trás...

Quem diz que anseia ser médium,
Demonstra, quando descamba,
Que deseja ser passista
Mas é de escola de samba

Médium que não leva a sério
O próprio dom que “esculacha”,
Bem mais cedo do que pensa
Acaba levando “graxa"...

Um aviso aos navegantes:
No mar da mediunidade,
Só navega em segurança
O médium sem vaidade.

Médium que teima em ficar
Sentado “em cima do muro”,
Quando resolve descer
Arrisca um salto no escuro...

Muita gente não se avexa
No mal a que se disponha,
Entretanto, de ser médium
Muita gente tem vergonha...

Médium que muito “corneta”
Sobre o que vê ou não vê,
Acaba falando tanto
Que de si próprio descrê.

Ensinando a Boa Nova
Para os crentes e os ateus,
Reflectindo a Luz Divina
Jesus foi Médium de Deus.
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Ave sem Ninho em Qua Jul 18, 2018 10:00 am

DINHEIRO E VIDA
Dinheiro guardado em cofre,
Qual se o fosse em cova escura,
Mostra que toda ambição
Vai parar na sepultura.

O dinheiro é feito sangue
No organismo social...
Se deixa de circular,
É um descontrole geral.

Caridade é investimento
Que ainda mais se valoriza,
Quando, quem busca fazê-lo,
Quase nada economiza.

A aplicação que efectuas
No bem que fazes em torno,
Provoca, sem que percebas,
Imediato retorno.

Entre os valores da vida
Esta verdade cintila:
Não há riqueza maior
Que a consciência tranquila.

Quem reparte o próprio pão
Para que a fome se acabe,
Nos Bancos da Eternidade
É milionário e não sabe.

Grande latifundiário,
O finado Mané Serra
Descobriu que possuía
Só sete palmos de terra...

Em quem é rico e mantém
À mão fechada os seus medos,
A fortuna que acumula
Escapa por entre os dedos...

Nada te empobrece tanto
O que por ti testificas:
Dinheiro jogado fora
Nos excessos que praticas.
*
Numa humilde estrebaria,
De um pobre berço oriundo,
Foi que escolheu vir à Terra
O próprio Senhor do mundo!
avatar
Ave sem Ninho

Mensagens : 82987
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 62
Localização : Porto - Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DOR E LUZ - EURÍCLEDES FORMIGA /Carlos A. Baccelli

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum